25 outubro 2016

Sim? Não? Nim?

Talvez seja apenas uma questão de adaptação, de me habituar a estes tempos em que as redes sociais prevalecem sobre tudo, ou quase tudo. Por enquanto, ainda acho um bocado estranho esta coisa das forças policiais tirarem selfies para ilustrar a descoberta de alguém desaparecido. Como a criança de Ourém, por exemplo. É uma ocasião feliz, claro, mas ver esta preocupação em documentar o momento da parte de quem devia essencialmente proteger, faz-me alguma confusão.

Está bem, está bem, chamem-me Velho do Restelo, se quiserem. Nestas questões, se calhar sou um bocadinho.
Mas já agora, para quando a selfie com o Pedro Dias? Está difícil essa, hein?

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Mas sou a favor dos descobrimentos :p

      Eliminar
  2. A selfie com o Pedro Dias não vem de lá, nem por nada :P

    A tua resposta ao comentário do Jedi, foi qualquer coisa ahahah x)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não... e agora com o alerta europeu, desconfio que não chegue a haver selfie portuguesa :p

      Era para ser poética... ;)

      Eliminar